17 dezembro 2011

Projeto Verão: 15 dicas para cuidar da pele e se bronzear!


1) O período não indicado para exposição ao sol é das 10h às 16h (nas regiões com horário de verão, das 11h às 17h), porque há maior quantidade de radiação ultravioleta B. Os raios podem provocar queimadura, vermelhidão, envelhecimento precoce e até mesmo câncer de pele. Vale acrescentar que a quantidade de radiação ultraviolta A é igual durante todo o dia. Por isso, é necessário utilizar o protetor solar sempre.

2) O fator de proteção solar (FPS) mede a capacidade de proteção do filtro em relação à radiação ultravioleta B. Por exemplo, se uma pessoa que está sem protetor fica exposta ao sol e demora 10 minutos para ficar com a pele vermelha, ao aplicar um filtro FPS 15, levará 150 minutos para que o incômodo aconteça. Essa proporção existe para todos os fatores de proteção. Já contra os raios ultravioleta A, não há um padrão internacional. Muitos filtros possuem e apresentam um símbolo (+) ou a sigla PPD.

3) O filtro serve para proteger a pele contra a radiação ultravioleta B. Já o óleo bronzeador é um acelerador do bronzeado e não substitui o outro produto. Caso passe o óleo depois do protetor, haverá comprometimento na proteção.

4) É necessário espalhar o protetor solar 30 minutos antes da exposição ao sol e reaplicá-lo a cada duas horas. As marcas mais modernas já garantem proteção no exato momento da aplicação. Espalhe o filtro novamente ao sair da água.

5) O protetor solar deve ser aplicado no corpo inteiro, massageando a pele até que o produto seja completamente absorvido. As quantidades aproximadas são uma colher de chá para o rosto; uma colher de sopa, tronco e braços (frente); uma colher de sopa, braços e costas; uma colher de sopa, perna (frente); uma colher de sopa, perna (atrás).

6) Quando se toma sol, o bronzeado só começa a aparecer depois de 48 a 72 horas (quando o organismo começa a produzir a melanina). Por isso, nos primeiros dias, é preciso utilizar o filtro com fator elevado, de FPS 45 a FPS 60. À medida que a pele vai acostumando, é possível diminuir o fator.

7) A melanina de cada pessoa é um fator de proteção natural. A quantidade varia de acordo com o tipo de pele, numa escala de 1 a 6. Pele muito clara (1 e 2) necessita de filtro com FPS 60 todos os dias de exposição. Nunca bronzeia, só fica vermelha. A pele morena (3 e 4), nos primeiros dias, pede protetor com fator de FPS 45 a FPS 60. Conforme vai acostumando, pode diminuir, mas nunca investir em FPS menor que 30. Quem tem pele negra (5 e 6) deve manter o filtro entre o FPS 30 e 20 em todos os dias.

8) Chapéu, boné, guarda-sol e camiseta são alguns exemplos de proteções mecânicas para a pele. Dificultam a passagem da radiação solar, mas em nenhum momento substituem o filtro solar.

9) A esfoliação ajuda muito na duração do bronzeado. Esfolie o corpo alguns dias antes da exposição ao sol e repita a ação uma vez por semana durante o período em que estiver na praia ou à beira de uma piscina.

10) Hidrate o corpo frequentemente. Evite banhos muito quentes, porque ressecam a pele.

11) Na praia ou na piscina, o sal ou o cloro fica acumulado em maior proporção em algumas partes do corpo, o que pode atrapalhar na uniformidade do bronzeado. Sendo assim, é interessante tomar uma ducha de água doce de vez em quando. É que retira a maior parte de sal e cloro e, assim, garante uma cor homogênea.

12) Existem cápsulas que têm a função de homogeneizar e manter o bronzeado, além de aumentar a proteção da pele contra o sol. São ricas em licopeno, betacaroteno e vitamina C. Investir no produto não exclui a necessidade do uso do protetor solar.

13) Os autobronzeadores não causam mal à pele e podem ser utilizados antes da exposição ao sol. Provocam uma reação superficial, uma caramelização da pele. Após ficar sob o sol, uma boa pedida é fazer uma boa esfoliação para retirar os resíduos do autobronzeador e evitar possíveis manchas.

14) Não passe loção iluminadora antes da exposição ao sol, porque possui pequenos grãos dourados (chamados MICA), que impedem que o bronzeado fique homogêneo e dificultam a aplicação do protetor solar. Aposte nela depois que sair da praia.

15) Alimentos ricos em betacaroteno (cenoura, abóbora e laranja) contribuem para produção de melanina, por isso ajudam a manter o bronzeado. Os repletos de vitamina (acerola, caju e limão) e licopeno (melancia e tomate cozido) protegem contra a radiação e são antioxidantes. Todos devem ser consumidos uma semana antes da exposição ao sol.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tecnologia do Blogger.